Na Rua do Sabão

Na Rua do Sabão
Autor (a) : Manuel Bandeira
Ilustrações : Odilon Moraes

Sinopse

Publicado na década de 1920, no livro Ritmo Dissoluto, o poema “Na Rua do Sabão”, de Manuel Bandeira, ainda hoje exerce um forte fascínio em seus leitores. Cai cai balão/ Cai cai balão/ Na rua do Sabão! / Levou tempo para criar fôlego./ Bambeava, tremia todo e mudava de cor. / A molecada da rua do Sabão/ Gritava com maldade: Cai cai balão!

A partir desse refrão popular, de domínio público, que se repete ao longo do poema, Manuel Bandeira, o consagrado poeta do Recife que soube tão bem captar os aspectos mais simples do cotidiano, leva-nos à rua do Sabão e reaviva em nossa memória uma das recordações mais vivas da infância, a imagem do balão subindo…  muito serenamente… para muito longe… Não caiu na rua do Sabão.

R$ 45,00

Ficha Técnica

Editora: GLOBAL
Coleção: Manuel Bandeira ,Manuel Bandeira
Edição: 2ª edição
Formato: 16 cm de Largura x 23 cm de Altura
24 páginas
4 X 4 Cores
Peso: 150 gramas
ISBN: 978-85-260-1851-8
Código de Barras: 9788526018518