Gustavo Corção

10 de abril de 2018

Gustavo Corção Braga nasceu no Rio de Janeiro, em 17 de dezembro 12 de 1896, e fez seus primeiros estudos no colégio Corção e concluiu o secundário no Ginásio Nacional. Formou-se em 1920 na Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Professor, ensinou eletrônica Aplicada às Comunicações na Escola técnica do Exército, na Companhia Telefônica Brasileira e na Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil.
Após uma crise espiritual causada pela morte de sua esposa, converteu-se ao catolicismo, o que resultaria em seu primeiro livro, A descoberta do outro, publicado em 1944, e o qual o colocou imediatamente em posição de destaque num meio católico cujo líder era Alceu Amoroso Lima. Em 1947, editou Três alqueires e uma vaca e passou a colaborar com os jornais A Ordem, Diário de Notícias, Correio do Povo, O Estado de S. Paulo e O Globo. Em 1951, publicou Lições de abismo ao qual se seguiram Fronteiras da técnica, Claro escuro, O desconcerto do mundo, Dois amores e duas cidades e O século do nada.